Sign my guestbook, pawease!! :)

sábado, 28 de junho de 2008

Gosto de...

Gosto de...
Lama e água;
Brinquedos que fazem barulho;
Comer;
Meter as patas dentro do bebedouro, mandá-lo abaixo, entornar a água e depois rebolar-me na pocinha que fica no chão;
Ir buscar coisas, qualquer coisa (sou um verdadeiro retriever);
Biscoitos para cão;
Deitar-me aos pés dos donos quando eles estão a comer;
Ver televisão;
Brincar com outros cães;
Festas no pescoço e na barriga;
Saltar para cima de muros e bancos de jardim;
Cheirar, cheirar, cheirar, cheirar;
Comer relva (e guardanapos e papel de jornal);
Correr no parque;
Dormir no hall de entrada;
Os meus donos brinquem comigo no chão.






sexta-feira, 27 de junho de 2008

A Pipa e a Luna

Hoje fui conhecer a Luna e a tia Bé.

A Luna é uma Golden linda-de-cortar-a-respiração e muito meiguinha. Tem 1 ano.

É claro que eu sou uma valente melga e não parei de a chatear, de saltar para cima dela e de a tentar morder... a Luna tem uma paciência infinda, aturou-me tudo na maior pacholice e tratou-me como uma Mãe condescendente... a Carla-Pastor-Alemão adora-a.
Adorei a tia Bé, que brincou muito comigo na relva e que tem um jeitaço para cuidar de nós... e que parece que ajudou imenso a Pastor Alemão a procurar-ME.

Resumo do dia: AUF de 5 estrelinhas. Tenho uma melhor amiga!

A tia Bé, se fosse cão, seria... uma Golden Retriever!

AUF!

sexta-feira, 20 de junho de 2008

E a Pipa na imprensa, novamente!


Fake Magazine CoversVote for this MagazineEmail this to peopleNovelty Gift

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Obediência básica

A técnica do reforço positivo, para o treino de obediência básica (e para tudo o resto) é do melhor.
Se tivermos um pouco de paciência para ensinar o cão, ainda cachorrinho, rapidamente aparecem resultados.
Os objectivos são:
- ignorar alguns comportamentos indesejados (cão que salta para cima de nós, cão que nos morde as mãos), virando as costas e cessando qualquer interacção;
- usar sempre a mesma palavra (a nossa, claro está, é o NÃO) para fazer cessar comportamentos indesejados como roer móveis ou outros objectos ou os xixis dentro de casa; logo de seguida, mostrar qual é o comportamento desejado - se o cão estiver a roer a perna da cadeira, dizer NÃO, dar-lhe imediatamente um brinquedo e, assim que o cão estiver com o brinquedo na boca, festinhas e cumprimentos;
- na obediência básica, premiar com uma guloseima (nada de doces, claro... há treats próprios para cão em qualquer supermercado) assim que o cão cumprir o comando ou tarefa... rapidamente ele associará o momento exacto em que cumpre com a obtenção da guloseima.
Aqui, aqui e aqui podem ter acesso a mais informação sobre o tema, acaso estejam interessados.
Funciona!

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Pipa obediente (às vezes...)


AUFS pipanianos! :)

Bom, obviamente, já estou perfeitamente à vontade aqui por casa.

Estou, calmamente, a construir a minha personalidade, a ganhar gostos e hábitos, a ver até onde é que os meus donos me deixam ir (a Pastor Alemão não é nada fácil) e a perceber a rotina cá de casa.

A Pastor Alemão já me ensinou o SENTA, o FICA e o DÁ CINCO. Parece que leu não sei onde como ensinar obediência básica usando a técnica do reforço positivo. Adoro esta técnica: quando faço alguma coisa bem, levo uma guloseima... ai, caramba!

Estes comandos básicos de obediência depois servem para muitas coisas. Por exemplo, antes de comer, os meus donos pedem para me sentar e dão-me o comando FICA. Tenho de ficar quietinha e só à voz de OK (é a minha voz preferida) é que posso começar a comer. As primeira vezes custaram um bocadinho, agora já faço tudo no automático.

Claro que o NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOO cavernoso é a palavra que mais se tem usado cá por casa... :)
Ora, aqui estou eu à voz de SENTA e FICA...


E aqui estou... bem... um bocadinho distraída...

terça-feira, 17 de junho de 2008

Pipa non stop




segunda-feira, 16 de junho de 2008

Web preciosa!


Na Net há um milhão de coisas sobre treino de cães, obediência básica, comportamento canino, dicas de saúde... tudo! Este site é muito bom e despretensioso. Se tentarem, no Google, com "dog training", "dog obedience" ou "dog behaviour" encontram muito mais.
Pipa's promise! :)

terça-feira, 10 de junho de 2008

Ansiedade de separação




Estranho, né? Imaginam um cão a sofrer de uma coisa chique e foneticamente trabalhada como ansiedade de separação? Pelos vistos é uma realidade. Basicamente, trata-se de um estado de ansiedade que o cão manifesta quando o dono sai de casa ou se afasta durante um tempo. Como é que o cão manifesta esta ansiedade? Bom, basicamente, com comportamentos destrutivos, roendo, mordendo e, ás vezes, até fazendo uns xixis e uns cócós inopinados por aqui e por ali (normalmente em sítios onde não era suposto fazer, claro); também é normal o cão começar a ganir, arranhar as portas, ladrar ininterruptamente ou, no caso dos sortudos que têm jardins à diposição, cavar buracos como se quisessem entrar no guiness.

Bom, eu queria evitar isto tudo. Nos primeiros dias, obviamente, a Pipa reagiu mal quando lhe fechávamos a porta da cozinha para dormir ou para sair de casa de manhã.

Cedo nos demos conta que na marquise, grande mas sem acesso à cozinha, ela ficava muito ansiosa... nas primeiras duas noites ganiu, ganiu, ganiu... quando decidimos abrir a porta que dá acesso á cozinha durante a noite, ela acalmou e passámos a fazê-lo também durante o dia. O medo: que ela destruísse coisas a mais na cozinha. Tratava-se agora de tentar evitar o estado de excitação e nervosismo provocado pela nossa saída.

O melhor conselho: nos 5 minutos antes da saída ou nos 5 minutos depois da chegada, não liguem ao cão. Eu sei, custa, tá ali um cachorrinho lindo, de um lado para o outro, aos saltos, louco de alegria por ver os donos. Mas, se lhes fizerem festas nesta altura, estarão, basicamente, a premiar este comportamento e este estado de excitação. por isso, façam um esforço e, antes de sair e depois de entrar, ignorem o estado de excitação do cão. Assim que ele acalmar, façam-lhe todas as festinhas que puderem. Rapidamente ele vai perceber que só quando ficar calmo tem a atenção do dono.

Podem ver aqui, aqui e aqui mais informação sobre a coisa.

Pipa's promise :o)






sábado, 7 de junho de 2008

Estes donos são fixes!




Olááááá pessoal!
Estou a gostar muito desta casa...
A Pastor Alemão e o Grand Danois têm um degrau muito porreiro a dividir a sala de estar da sala de jantar... gosto de lá estar em cima a brincar com o meu osso. E também gosto de lá estar a FINGIR que estou a brincar com o osso, enquanto mordo com afinco o tal degrau, que é de madeira... ehehehe..

Os meus donos têm uma palavra esquisita e estão sempre a repetir um som, que me irrita um bocadinho... é mais ou menos assim, com uma voz cavernosa: NNNNÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOO... eh pah, será que é o meu nome??
Ando um bocadinho indecisa. Eles emitem outro som: PPIIIPPAAAA. Alguém tem de me comunicar - ladrando, por exemplo - o que é que isto quer dizer. EU cá acho que o NÃO é uma coisa má, porque seja o que for que estiver a fazer, tenho de deixar rapidamente, senão o NÃO continua, continua, continua... é desgastante.
Depois há outro conjunto de sons: LINDA MENINA! BOA!
Já o PIPA, parece-me bom... quando ouço, normalmente levo festas a seguir.

Bom, isto deixa-me na seguinta situação:
FESTAS: coisa boa
NÃO: coisa má; saltar para cima do sofá; bisbilhotar uma parte da casa, lá para dentro; roer degrau
PIPA: festas
ROER DEGRAU: NÃO
LINDA MENINA! BOA!: coisa muito boa... devo ter acertado nalguma tarefa, logo: FESTAS
Bom, parece-me pacífico. Estes donos não vão ser difíceis de educar.
A Pastor Alemão é um bocado melga. NÃO páki, NÃO páli. Anda sempre de esfregona na mão (secalhar usa-se) e antes de sair e de entrar em casa não me liga nenhuma. Acho que ela não gosta que eu desate aos saltos e aos pinotes para cima dela... como já percebi que se estiver sossegadinha ela faz-me festinhas, adoptei essa técnica: ela entra, não me liga nenhuma, eu fico quieta, ela faz-me festinhas. Resulta sempre!
O Grand Danois faz-me sempre festinhas, a toda hora. Só não gosta nada é que eu lhe roa os dedos dos pés ao serão, enquanto ele está a olhar para uma coisa rectangular enorme que fala e que tem uns bonecos e umas pessoas lá dentro. Acho que se chama televisão.




Dog Behaviour - iniciação

Objectivo: educação canina.
Depois de ler o livro do Cesar Milan, de me ter assustado e rido muito com o "Marley and Me" e de ter devorado tudo o quanto é site de treino de cães e comportamento canino, delineámos um planeamento.
Fases iniciais:
  • imposição de limites (em que partes da casa pode ou não estar; com que coisas pode ou não brincar)
  • imposição de regras (a que horas comer; que comportamentos devem ser premiados; que comportamentos devem ser ignorados)
  • alguns princípios de obediência (SENTA, DEITA, FICA)

Vamos a ver como isto vai correr.

Logo no primeiro fim de semana, a Pipa percebeu que não vai poder subir para cima do sofá e que não pode passar da porta que dá acesso ao corredor dos quartos. É muito viva.

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Viva o IKEA! :)














As coisas para animais de estimação são substancialmente mais baratas do que nas lojas da especialidade... e muito giras.

Os Golden Retriever

Vejam aqui e aqui alguns apontamentos sobre a raça.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Nova vida


Olá, eu sou a Pipa. Vou escrever sempre a laranja.

E pois que cá estou... numa casa nova. E esquisita. E sem os meus manos e, sobretudo, sem a minha Mãe!

Isto foi um fim de semana de loucos. Sei que sou uma cadela do Norte, com pêlo na venta (literalmente), mas isto é demais para uma criatura de 8 semanas, feitas ontem!

Estou eu muito descansada da vida com a minha Mãe e irmãos e eis senão quando, apanhada num súbito de surpresa e curiosidade, dou por mim ao colo de uma moçoila com mais cabelo que eu (e com um focinho beeeeem maior também)... uma espécie de pastor alemão fêmea, tão a ver? Monopolizou-me totalmente! Ao lado dela, um gigante quase com 2 metros, uma espécie de Grand Danois, mas louro e com óculos...

E... não querem lá ver isto... homessa... mas... levam-me os dois para dentro de um Seat azul (e dos antigos, que pindéricos!)... e... e... nãããoooo... acho que... vou de viagemmmmmmmmmmmmmmmmm.............!

Bom, agora já estou em casa. Parece que é a minha casa nova... maneirinha, mas bem diferente do meu cantinho lá em Felgueiras... ao ar livre, só verde à volta... aqui parece que o meu quarto vai ser a varanda. Uma varanda muito toda gira (talvez um bocado folclórica e vazia, porque não tem NADA para roer...) com as paredes cor de laranja e o chão preto! LOL... estes doidos... chão preto, vejam bem! Vai ser bonito, vai... daqui a uns mesinhos, o melhor amigo da Carla vai ser... o aspirador!

Ainda tenho medo de entrar no resto da casa... é tudo muito estranho. Ando um bocadinho medrosa, mas já simpatizo muito com o Grand Danois e com a Pastor Alemão... ela dá-me comidinha boa e aguinha. E fazem-me muitas festinhas. Mas deixam-me sozinha à noite, na varanda.... ODEIO! :(

Deixo-vos uma foto minha, no meu primeiro tapete IKEA. :)

AUF!

Pipa capa de revista :)

Ora bem.
Se o dia da vinda da Pipa para nossa casa merecesse honras de publicação em qualquer revista cor-de-rosa da especialidade (uma "Caras" canina, vá), seria mais ou menos isto:

Até nem correu mal. Mas foi uma viagem loooooooongaaaaaaaaaaa.Terminou de uma forma muito ternurenta: a Pipa e o Amadeu, felizes da vida, de orelhitas para trás de tanta alegria, a correr pelo relvado enorme que fica mesmo em frente da Reitoria da Universidade de Lisboa. Foi lá que entregámos o Amadeu (bem mais corajoso e descontraído que a Pipa, diga-se) à Marta, que o conheceu imediatamente sem nunca o ter visto presencialmente!A Marta foi um doce e deu à Pipa um chocolate para cães (sim, existem, também não sabiamos) e o primeiro brinquedo dela. Nunca mais o largou!